História

A Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul foi criada pela Constituição do GOB em 1967, normatizada pela Lei nº030 de 09/01/1996, aditada e alterada pela Lei nº  0081 de 23/06/2005. É uma Associação Paramaçônica, patrocinada pelo Grande Oriente do Brasil, vinculada a uma ou mais Lojas Maçônicas da Federação.

A Diretoria Nacional, as Diretorias Estaduais e os Grão-Mestres Estaduais, estão desenvolvendo atualmente todo o apoio necessário para o fortalecimento das Fraternidades Femininas. Entendem que uma Loja Maçônica será sempre mais alegre, pacífica e trabalhadora, com a presença e a participação das mulheres,  pois são instrumentos de integração e fortalecimento da família, instituição considerada a mais importante da Maçonaria.

As atividades femininas vinculadas a uma Loja Maçônica através da Fraternidade Feminina conscientizaram os maçons do papel da mulher na educação, na saúde, na união e na presença do Criador nos lares de cada um.

A Fraternidade Feminina (FRAFEM) é uma Associação Civil Paramaçônica Feminina não iniciática, sem fins lucrativos, formada por esposas de maçons com união estável ou não, filhas, viúvas e parentes de maçons, bem como convidadas com relevantes serviços prestados ou com notório saber e interesse por causas sociais e está vinculada às Lojas Maçônicas jurisdicionadas ao GRANDE ORIENTE DE SÃO PAULO – GOSP e federadas ao GRANDE ORIENTE DO BRASIL – GOB.

As Mulheres (esposas, mães, filhas, sobrinhas, viúvas) sempre tiveram participação ativa nas Lojas em que seus maridos eram filiados, desenvolvendo atividades de caráter social, cultural e filantrópico, angariando fundos, promovendo eventos, colaborando efetivamente com a Loja Maçônica em que atuavam. Buscavam apoio nas Lojas para a criação das Fraternidades, elaboração do Estatuto, organização de sua diretoria e realização de suas ações.

Em 2003, através do ato nº 083-2003/2007, do então Grão Mestre Estadual do GRANDE ORIENTE DE SÃO PAULO – GOSP, Eminente Ir:. Claudio Roque Buono Ferreira foi constituída a Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul do Estado de São Paulo.

São objetivos da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul, dentre outros: desenvolver trabalhos de natureza cultural, promovendo debates, encontros, seminários, conferencias e outros eventos que valorizem a participação da mulher na comunidade social; desenvolver outras atividades de caráter social, cultural, bem como cívicas e filantrópicas; coadjuvar e apoiar atividades sociais, culturais e filantrópicas de entidades congêneres; promover por todos os meios a seu alcance, o bem estar da família das associadas, incentivando sua integração na comunidade.

A missão da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul Estadual é organizar, estruturar e desenvolver as Fraternidades Femininas Cruzeiro do Sul das Lojas do GOSP, fortalecendo e estreitando o relacionamento das Fraternas com os Maçons, incentivando sua integração na comunidade Maçônica e na sociedade, através da realização de ações sociais focadas nos objetivos de desenvolvimento do milênio e no trabalho com as Famílias.

Desta forma, por ser uma das funções dessa Casa de Leis incentivar a organização de mulheres preocupadas com o desenvolvimento de nosso Estado, a presente propositura caminha ao encontro da valorização de medidas positivas a favor da sociedade.

Pelo exposto, e com o propósito de incluir a data tão importante em nosso Estado, solicitamos aos Nobres Pares desta Casa de Leis o apoio para sua aprovação.


Dia da Fraternidade

DIA DA FRATERNIDADE FEMININA CRUZEIRO DO SUL

Agradecemos ao amigos, cunhados, ao GOSP, à Secretaria de Entidades Paramaçônicas, à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em especial ao Deputado Fernando Capez, que através do Projeto de Lei nº 799/13, se empenharam para que no dia 21 de julho de 2014, fosse sancionada a Lei nº 15.526, pelo Governador Geraldo Alckmin, instituindo o “Dia da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul”.

O dia escolhido foi 25 de Setembro devido ao histórico da FRAFEM SP, conforme Ato nº 083/2003-2007, quando foi nomeada a primeira Diretoria Executiva do Estado de São Paulo.

Parabenizamos a todas as fraternas pela dedicação, pelo empenho, pelo carinho. Este reconhecimento é um reflexo dos resultados cada vez maiores das campanhas e projetos de solidariedade que beneficiam milhares de pessoas.

PROJETO LEI Nº 799, DE 2013

Institui o “Dia da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul”, a ser comemorado, atualmente, no dia 25 de setembro, no Estado de São Paulo.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º – Fica instituído o “Dia da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul”, a ser comemorado, anualmente, no dia 25 de setembro, no Estado de São Paulo.

Artigo 2º-  Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

Sala das Sessões, em 1-11-2013

a) Fernando Capez – PSDB

 

governo-do-estado-de-sp

Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

LEI Nº 15.526, DE 21 DE JULHO DE 20114

(Projeto de Lei nº 799/13, do Deputado Fernando Capez – PSDB)

Institui o “Dia da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul”

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

Faço saber-que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

Artigo 1º – Fica instituido o “Dia da Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul”, a ser comemorado, anualmente, em 25 de setembro.

Artigo 2º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio das Bandeirantes, 21 de julho de 2014.

GERALDO ALCKMIN

Eloisa de Sousa Arruda

Secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania

Secretário-Chefe da Casa Civil

Publicada na Assessoria Técnico-Legislativa, aos 21 de julho de 2014.

FRAFEM

É uma Associação Civil Paramaçônica Feminina não iniciática, sem fins lucrativos, formada por esposas de maçons com união estável ou não, filhas, viúvas e parentes de maçons, bem como convidadas com relevantes serviços prestados ou com notório saber e interesse por causas sociais e está vinculada às Lojas Maçônicas jurisdicionadas ao GOSP/GOB.

Contato

Praça João Mendes, 42 - Sobre Loja
Centro - 01501-000 - São Paulo - SP
(11) 3346-7088